quinta-feira, 28 de abril de 2011

Subgerente fica refém por mais de 24h durante assalto ao Banco Brasil

Familiares do funcionário ficaram reféns em Arapiraca

por Wadson Correia

Foto Raul Malta - Cada Minuto

Policiais Militares do 9º Batalhão de Delmiro Gouveia se deslocaram as pressas na manhã desta quinta-feira (28) para reforçar o policiamento na cidade de Mata Grande, Sertão de Alagoas, onde o subgerente da Agência do Banco, identificado apenas como Daniel foi sequestrado e mantido refém por mais de 24 horas. O dinheiro levado não foi divulgado.

De acordo com informações do cabo Bernado da 3ª CIA funcionários do banco sabiam da ação criminosa, mas não alertaram a polícia a pedido dos assaltantes que também fizeram familiares do subgerente como reféns, na cidade de Arapiraca. “Tudo foi planejado pelos assaltantes. A polícia foi avisada depois que tudo ocorreu a pedidos dos criminosos”, disse Bernado.

O subgerente foi rendido quando descansava no hotel, por volta das 18h em Mata Grande, quando homens entraram no quarto e falaram que ele teria que colaborar com o assalto ou os seus familiares, que já estava de refém morreriam.

Daniel foi o primeiro a ser liberado pelos assaltantes. A polícia confirmou que familiares do funcionário foram liberados depois. “Graças a Deus os familiares do subgerente foram liberados. Todos estão bem”, falou o cabo.

Uma quantidade de dinheiro foi levada, valores não foram divulgados pela gerência. Em frente à agência a movimentação é grande. Idosos continuam na fila para receber os proventos da aposentadoria. O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado.

Um comentário:

Kaedla Carla disse...

o policiamento de alagoas é considerado o pior, e o estado mais violento do Brasil , que vergonha, como os turistas vão se sentir seguros, é uma vergonha o estado paga uma mereca , pra quem faz a nossa segurança! , um estado como esses desse jeito não vai pra frente nunca !